domingo, 25 de julho de 2010

Quem não brinca não sabe levar a vida à sério!

Levar algo à sério, para mim, é viver em intensidade cada aspecto, dando-lhe valor e sentido.

Então, partindo deste pressuposto, não há quem leve mais a vida à serio que as crianças!

Conseguir sentir, expressar e valorizar cada momento como experiência singular, achar graça em tudo e fazer de tudo brincadeira, fazer as coisas com prazer, para divertir-se, mesmo que se tenha regras e objetivos.

É por isso que eu admiro o “ser-criança” e procuro, à cada dia, perceber o que uma criança tem à dizer, o que um bebê tem à ensinar.

Parece estranho, mas penso que nascemos humanos e aprendemos a nos desumanizar com o passar do tempo para caber na roupa de um “ser-social” (i)moral, (anti)ético, (des)honesto, (in)constante e (in)feliz!!!



3 comentários:

Taisa Ferreira disse...

É verdde, as pessoas são levadas a minimizar sua humanidade, o pior é quando elas naturalização essa situação.
Ainda bem que em contraponto, tem pessoas que tem no sorriso e no respeito ao outro pontos fortes.

^^Kell^^ disse...

Sábia Tay!! hehe S2

^^Kell^^ disse...

É Rachel... Tu tava estressada esse dia, heim, nega!! hwhhehehah

Postar um comentário

Obrigada por comentar!
VOLTE SEMPRE!!! :)